quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Desdenhando a lista...


Então ta,me diz o que fazemos com a lista?Me diz o que fazemos com a lista daquelas resoluções que não foram atingidas?A gente joga fora? Ou parte pra outras? Será que elas realmente eram importantes ?Acho que não.Eu acredito que a gente só se empenhe de verdade nas coisas que realmente queremos.Se não nos empenhamos para alcançá-las,é por que na verdade aquilo não fazia tanta diferença assim.Eu ando desistindo de fazer listas de resoluções.Essas listas me frustram.Estou pensando em deixar a maré me levar.Sem planos.Sem direção.Será que talvez assim,a gente consiga chegar onde quer? Será que vale aquela máxima de “distraídos venceremos” ??Toda lista tem sempre os mesmos tópicos.Contém coisas que só dependem de nós e que mesmo assim,não conseguimos coloca-las em prática.Coisas ridículas como aproveitamento de tempo,alimentação saudável,emagrecimento e troca de algum eletrodoméstico.Tem até planos de casamento.E de consertar a carrapeta das torneiras.Na boa,isso tudo é tão prático. E por que será que fazemos listas ? A lista de resoluções acaba dando uma importância tão suntuosa para coisas corriqueiras,que ficamos achando essas coisas tão difíceis e inatingíveis.Isso gera uma ansiedade louca,nos deixando a sensação de não ter realizado nada.Caramba,é tão simples parar de comer no Mac e comer uma comidinha gostosa e saudável.É tão simples dormir mais cedo,acordar mais cedo e não faltar na hidroginástica.É tão simples entrar na casa Bahia e comprar uma geladeira em 12x..É tão simples viver um dia de cada vez.Pensando apenas nele.Pensando em fazer o melhor nele.Amanhã muda tanta coisa.E as listas são feitas para o amanhã.E isso é cruel conosco.Amanhã pode estar chovendo.Ou fazendo muito sol.Amanhã a geladeira pode aumentar de preço.Ou o namoro acabar. Então quero viver agora fazendo planos simples.Com vida útil de 1 dia.Não deu.Tudo ok.Ninguém morre.Ninguém fica com a sensação de falta de realização...Eu sei que é difícil.Mas vou botar isso na minha lista...rs

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Bolinhas que quebram...


Dezembro me deixa assim,totalmente dengosa,chorosa e com saudades das pessoas que amo.Tudo que tenho vontade é de ficar horas grudada nelas.Carente total!É um mês que me deixa esgotada pela quantidade de trabalho e ao mesmo tempo,me deixa leve e feliz com bochechas coradas de tanto sorrir para as pessoas.Pareço louca sorrindo para cada pessoa que não conheço na rua.E também sorrio para os enfeites natalinos que encontro.Doida mesmo.Adoro Natal.Adoro casa decorada(embora não tenha conseguido decorar a minha).Adoro dar e receber presentes.Dezembro tem até um cheiro diferente pra mim.Tem uma luz que me encanta e parece uma máquina do tempo que me transforma novamente em criança.Nesse mês há um misto de loucura e encanto.Tudo parece andar muito depressa,só que uma pressa meio mágica.Pessoas correm,viajam,recebem gente em casa,escolhem presentes,resmungam,o trânsito fica louco.E mesmo assim,ainda parece encantado pra mim.Queria que todos os meses fossem assim.Pois é um mês que me enche de alegria e conforto no coração.Tem gente que não gosta de Natal.Eu amooooo.Tenho lembranças maravilhosas de meus Natais na infância.O cheirinho da ceia sendo preparada.Das pessoas chegando de longe.De colocar roupas novas.Da toalha de mesa também nova.Das luzes piscando.De dormir várias primas juntas.Dos risos.Daquelas bolinhas lindas na árvore.Lembro do zelo que tínhamos com elas para que não quebrassem.Hoje as bolinhas são diferentes.Elas não quebram...Na verdade eu gostava das bolinhas que quebravam.Há quem diga que o Natal perdeu o sentido.Que virou essa data de consumo desenfreada.Olha,eu não aceito isso.Acho que é uma data especial e devemos sim, presentear aqueles que amamos.O que acho errado é quando esse presente precisa ser ostensivo.Quando há uma preocupação em se presentear por status.Acho o ato de presentear,algo divino.Sabe,um minuto mágico em que alguém pensou somente na gente.Em algo que nos faria feliz...Eu amo o Natal por que tem Papai Noel.Eu ainda quero acreditar em Papai Noel.Por que tem rabanada.Por que tem panetone.Por que tem abraços de amigos.E,principalmente,por que tem colinho de família...

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Toalhas marrons ou um carrossel ?


Minha mãe tem um dito popular para cada passagem e caso crucial da vida.E é cheia de metáforas.Acho isso divertidíssimo e adoro quando ela se confunde e mistura começo de um com final de outro.Naquele jeitinho dela de libriana meio zen,meio esquecida,totalmente viajando na maionese,ela me ensinou uma das maiores lições que levo pra vida:quem fala a verdade não merece castigo.Escutei isso durante a minha vida inteira.Ela repetia isso 365 mil vezes ao dia!E claro,cresci meio que com a obsessão de dizer sempre a verdade.E sofria,ao pensar no castigo quando quebrava essa regra.A maturidade me fez entender que não há um inferno para quem mente.No máximo,uma grande confusão.Mas mesmo assim,tomei a decisão de não arriscar.Imagino o inferno com camas ardentes e sem lençóis de elásticos cheirando a lavanda.E as toalhas de lá,devem ser marrons(verdadeira tortura para alguém obcecado por toalhas brancas como eu).Então,quando me aproximo apenas da porta, essa visão das toalhas me lembra que tenho que dar meu jeito e conseguir dar o fora de lá rapidinho.E quando consigo isso,ganho como recompensa uma voltinha no carrossel colorido,com vento no cabelo e cheiro de algodão doce.Essa sensação de liberdade me fez tomar a decisão de frear meus impulsos cada vez que minha mente fértil tem vontade de aumentar uma estória.Cada vez que tenho vontade de me apossar de uma idéia que não foi minha e principalmente cada vez que vou ferir alguém que amo com atitudes sem clareza...Decidi falar a verdade no meu trabalho,quando até seria mais fácil trapacear para atingir algumas metas e posições.Claro que já tomei o caminho errado inúmeras vezes.Mas acredito que o que determina quem você é de verdade é o tempo em que vai permanecer nesse caminho.
Mas nem tudo é tão simples.Uma das grandes ilusões da vida é afirmar que só queremos verdades.Na boa,não suportamos verdades.Eu ao menos não suporto.Elas doem.Mas são tão necessárias...Quem fala a verdade é visto como intransigente e sem coração...E não é fácil ser rotulado dessa maneira.O que ando exercitando é buscar falar a verdade sem machucar as pessoas.Mas isso é tão exaustivo.E,principalmente,o que almejo nessa minha jornada é não precisar mentir nunca mais...Pra poder ficar bem longe das toalhas marrons.E dos lençóis sem cheirinho de lavanda.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Nossa Senhora das Graças...



Hoje 27 de novembro é um dia muito especial pra mim.Sou devota de Nossa Senhora das Graças.Essa mãezinha me acolhe nos braços nos momentos mais difíceis,me dando seu colo e seu conforto.Pra ela que peço forças nos momentos mais frágeis e pra ela que agradeço nos momentos de grandes realizações.Sou forte como Maria.Agüento qualquer coisa!E nunca,nunca vou temer o mau.O mau não agüenta tanta luz.

O Simbolismo da Medalha Milagrosa:
A serpente: Maria esmaga a cabeça da serpente que simboliza todo o mal.
O Coração com espinhos: é o Sagrado Coração de Jesus formado por Maria em seu ventre. Simboliza o amor e a bondade infinita de Deus.
O Coração transpassado por uma espada: é o Coração Imaculado da Virgem Maria que partilha as dores e sofrimentos de seu Filho junto à cruz.
Os raios: representam as graças que Nossa Senhora derrama sobre seus devotos.
As 12 estrelas: indicam todas as tribos de Israel, o povo de Deus. São as comunidades espalhadas pelo mundo que coroam Maria com amor e devoção.
A letra M: inicial do nome de Maria e a cruz recorda o Calvário.

Poesia minha...


E por que venci ?
Se ainda estou só
Se a cama apesar de cheia
Continua vazia.
Se ainda me sinto pequeno
Se ainda não tenho pra quem me doar
Achei que ao vencer
Um mundo colorido se abriria
Mas o que se abriu
Foi um buraco no peito
O que se abriu
Foi uma infinidade de dúvidas
Mas o que ficou
Foi uma taça de vinho sozinho...
E depois dessa vitória
Foi-se embora o riso das crianças
Elas cresceram
E depois dessa vitória
Foi-se embora a prece da mulher amada
Por que ela não me reconheceu
E depois dessa vitória
Será que ainda consigo achar a mim mesmo ???

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Eu e Elisa,entre Speedys 35 e Jacarés...


Eu e Elisa vamos dar uma volta.Só que vamos demorar um pouquinho.Vamos ali em Paris bater pernas,comprar umas coisas e comer cup cake.Elisa vai comprar sua Speedy e eu, meus Jacarés.Elisa vai dizer para eu não comprar muitas make ups.Mas eu não darei ouvidos.E vou comprar um batom Dior pra ela,que é o meu favorito.Pois vou levar 10 mil Euros.Durante um tempo,irei ficar sem me alimentar e sem comprar uns sapatos pra guardar esse dinheiro.Ou quem sabe,vender um rim.Tanto faz...Ela vai querer comprar um monte de coisas na Loccitane,mas eu vou dizer que ela é louca,pois Locc eu dou pra ela aqui.Mas aí então ela vai fazer birra e comprar escondido o Flor de Cerejeira.E eu vou ficar chateada.Vou ficar resmungando.Então ela vai me levar para a Lacoste.Ela sabe que esse jacaré é meu ponto fraco e eu vou parar de falar na sua cabeça...Então eu vou comprar todas as Lacostes existentes no mundo!!Até por que, depois ela terá um treco assim que entrar na Louis Vuitton,para comprar a tal Speedy 35 e vai ser uma sufoco tira-la de lá.Por que quando entrar, ela vai querer morar lá dentro .Vai gastar o dinheiro dos cup cakes todo em bolsas.E aí eu tô frita!Vou ter que ficar gastando meus 10 mil euros com ela e as make ups vão pra cucuia...Ela vai me dizer que não preciso de mais um batom pra ficar bonita,que só é necessário desfilar minhas pólos de Jacarés novas pelo Rio de Janeiro que já estarei linda e fazendo sucesso.Dirá até, que posso ir á praia com elas,até por que, não entro na água mesmo...E que poderei sair linda para tomar água de coco.Gentemmm,tem água de coco em Paris?E que ficarei maravilhosa com a vigésima listradinha para ver o Manoel Carlos escrevendo a novela no Garcia&Rodrigues do Leblon.E para comer wrapps no Via Sete.Isso tudo com Elisa ao lado,vestindo MBextra e com a Speedy 35 nas mãos.Gastaremos todo o nosso dinheiro e ficaremos felizes.Pois somos chiques demais.E só um pouquinho riquinhas.E Paris nunca será a mesma depois da nossa visita.Vamos pegar um solzinho no verão Europeu.Por que não gostamos de friaca.Eu ao menos não gosto.Por que fico gordinha de roupa de frio.Mas Elisa fica elegante até debaixo de 15 cobertores...Assim serão nossas férias querida amiga...Por que nós merecemos.E por que nós acreditamos!

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Eu cheirando a Jadore com Edward e Bella num dia de folga...


Me orgulho de se um mulher adulta.Dessas que não fazem cena,sabem se vestir e tem muita educação.Já deixei de sucumbir há alguns delírios adolescentes.Não coleciono mais figurinhas,nem canetinhas e nem tenho mais bichinhos de pelúcia.Cheguei num ponto que meus 34 anos não me permitem muitas manifestações de adolescente em público.Não recorto mais coisas em revista para colar no diário,embora continue escrevendo-o.Nem guardo mais o ingresso do cinema para eternizar um filme que foi muito especial.Não ligo mais para um garoto que estou interessada e depois desligo.Até por que, hoje,com os identificadores de chamada isso ficou impossível.Não uso mais míni saia.Nem uso mais perfume do Boticário.A idade me fez adquirir vícios mais caros.E também não torro mais no sol,pois quero chegar aos 50 com uma pele de pêssego colhido prematuramente.Agora sei que comer no Mac Donalds faz mau.Mas mesmo assim,continuo comendo.E descobri que abobrinha e berinjela são dois dos meus pratos prediletos.Antes desejava processar quem teve a idéia de inseri-los no cardápio.Só que,apesar de ter crescido,de ter virado uma mulher adulta e saber que corte de cabelo me cai bem,percebo que ainda sou levada por alguns surtos juvenis.Percebo que ainda posso reivindicar a minha carteirinha de membro ilustre da comunidade “não quero crescer”.Me dei conta disso quando me vi chorando hoje no cinema com o amor de Bella e Edward,vocês sabem,aquela mortal apaixonada por um vampiro na saga Crepúsculo.Hoje eu estava de folga.Então resolvi tirar um dia só pra mim.Bater perna,comprar roupas,parar numa livraria,tomar um café,ficar horas comprando Dvds e Cds,fazer as unhas,massagem no pé e ir ao cinema.Isso tudo sozinha...Então fui vergonhosamente,meio que escondida,suspirar pelo amor incondicional desses personagens.Nesse filme,fiquei de peito doendo com o amor sentido por aqueles dois.E deu saudades daquelas paixões adolescentes.Que acreditávamos ser definitivas.Saí do cinema,sendo novamente aquela menina cheirando a Lavanda Pop e querendo guardar o ingresso para colar na agenda...Então não me vi tão distante dela.E penso,que talvez nós mulheres, não devíamos tentar ser adultas o tempo todo...Temos que deixar espaço para a menina boba e crédula que há dentro de nós...É muito mais divertido...Daquele tempo,só quero mudar o perfume do Boticário.Hoje,meu Jadore,me deixa mais próxima da mulher poderosa que sempre desejei ser...rs

sábado, 21 de novembro de 2009

E depois...




É dia de te ver, que sorte grande, sim senhor...
É mamão no mel, algodão doce azul
E é bom, acende uma alegria tipo curumim
Por causa do que vibra dentro de você
Você não tem idéia como sou feliz
Às cinco eu passo aí para um sorvete
Levo o disco do Bob que você me pediu
E aí... a gente vai passear
E aí... a gente vai namorar
E depois... e depois... e depois..

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Um encontro que lembrou um sonho...


Hoje eu conheci a Lu.Depois de inúmeras vezes tentando me visitar no trabalho e nunca me encontrando por lá ( o que desmente minha desculpa de que vivo trabalhando,rs),finalmente nos conhecemos.Foi um encontro rápido,pois já era finzinho de shopping e eu tinha que preparar o fechamento da loja e ela por sua vez tinha que ir correndo para seu amor e para sua nova casa.A Lú é a primeira pessoa da Blogosfera que encontro ao vivo e a cores.Ela é a prova de que somos reais.Pois não sei quanto a vcs,mas as vezes sinto que estamos num conto de fadas com a quantidade de gente bacana que encontramos por aqui.Falamos de como foi bom nos conhecermos,de viver as tentações do shopping e de quanto é gostoso deixar de parar de comprar roupas para apenas pensar em comprar todos os itens para a casa querida.E a Lu falou que não tomava café,ou será que era chá ?Mas mesmo assim,queria comprar um jogo lindo de xícaras,que estava apaixonada,só pra te-las por perto,para presentear sua casa linda...E esse finzinho de dia me fez lembrar do começo de um grande sonho.Um grande sonho que realizei.O sonho de ter minha própria casa.Isso parecia impossível para uma menina de 20 anos na época,que morava com os pais e dentro do possível tinha tudo que desejava.Só que eu precisava de mais.Queria o“meu”espaço:minhas paredes brancas com um Divino Espírito Santo enorme ,meus sinos de vento,minhas flores,minhas toalhas também brancas,os porta retratos,vários espelhos,cabides iguais, lençóis cheirando a lavanda e laços onde quer que pudessem ser pendurados...Tem gente que acha que morar só é solitário,que é sofrido quando ficamos doentes.Eu nunca me sinto assim aqui dentro.Convivo comigo numa boa,rs.E quando estou dodói não falta gente pra cuidar...Morar só é a maior prova de amadurecimento que uma mulher pode passar.Todas as mulheres,antes de um casamento deveriam passar por essa experiência.Perigo é se acostumar...Então o que resta é viver um casamento moderno.Em casas separadas...Mais ou menos como o meu...rs

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Poesia minha...


Te encontrar é ter nos olhos a promessa de dias felizes
É saber que os sonhos serão contados sem senão
É ouvir que é possível suportar a espera do tempo
Te encontrar é certeza de bocas intermináveis
E de alívio pra dor
É convicção de que há razões pra suportar...
E acreditar no impossível.
Mas apesar dessa possibilidade de felicidade infinita
Existe o dia seguinte
E com ele a frieza
O jeito distante
E a demonstração cruel de que não foi relevante
Com ele vem a culpa
A raiva de se deixar enganar
E a solidão
E mais ainda, a certeza de que os caminhos são mesmo opostos
E que estamos apenas fugindo
Tentando uma solução volátil para nossas escolhas infundadas e infelizes
E com tudo isso,ainda surge a certeza de que foram tolos sonhos
E que teremos que acordar
Te encontrar, é propositalmente demorado
Justamente para que não aja esse vazio do dia seguinte...

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Sorvete de creme...


Gosto de pessoas gentis.Que se comprometem.Que pedem por favor e obrigada.Gosto de gente alegre e também dos calados.Pessoas assim,carregam um mundo lindo dentro de si e só se mostram á quem realmente acham especiais.Adoro quem brinca de balanço e não tem medo de ir bem alto.Detesto quem só quer se dar bem.Quem só pensa em si e que acha que o mundo tem que girar em torno de seu umbigo.Adoro quem é claro e transparente.E quem não tem papas na língua.Gosto de quem gosta de música boa e que tem obsessão por algo esquisito.Gosto de quem chora em filmes.E de quem ama sorvete.Mas gosto mais ainda de quem gosta de sorvete de creme.Pessoas assim,apreciam a simplicidade e não ficam procurando encrenca pra vida.Gosto de quem gosta de cachorros.E mais ainda de quem os tem.E gosto de gente que ao comprar um pedaço de torta,escolhe sempre o maior.Pessoas assim,sabem que prazer tem que ser ao extremo.Detesto gente durona,que se acha auto suficiente.E que finge que não tem coração.Mas,detesto mais ainda gente carente,que não vira a página,que não segue em frente.E amooooooo,amo,amo quem tem coração aberto,quem pede ajuda,quem diz que necessita,quem diz que ama,quem diz que sente falta.Amo gente que sabe fazer do outro “único”.Que larga tudo por um apelo.Gente que sabe dividir e compartilhar.Poucas pessoas são assim.Eu mesma estou exercitando.E quem encontra pela vida alguém assim,pode acreditar que já tem meio caminho andado para a felicidade e principalmente um pouso seguro...

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Sorte de ser assim...


Será que devemos mesmo confiar na sorte? Nunca fui muito a favor de ficar esperando as coisas acontecerem por pura sorte.Sou cética ao achar que as coisas vêem fáceis.Vivo com a certeza que nada será dado a mim se eu não trabalhar muito,se eu não for disciplinada,se eu não tiver uma visão além .E desconfio de quem não se prepara,de quem não acha que haverá conseqüências caso algo não seja bem planejado.Isso é um defeito.Eu sei.Aprendi a ter um plano “B” para tudo.As vezes acho que deveria levar as coisas mais leves.Confiar um pouco nessa tal “sorte” que tanto falam.Essa sorte que algumas pessoas têm as vezes me causa inveja.Mas não invejo algo que elas obtiveram.Invejo essa jornada tão desprovida de planejamento.Invejo esse pisar leve.Invejo essa sensação de não ter medo.De colocar os pés descalços.E queria só uma vez,fazer mil besteiras.Sem pensar nas conseqüências.Ainda lembro de mim quando eu agia de forma inconseqüente .Lembro do frio na barriga.Do frenesi.Mas também lembro da dor...E vejo que tenho sorte ao ter aprendido certas lições.Que tenho sorte por ser prudente.E assim,continuarei sendo.Não confio em nada que chegue sem muito trabalho.Não quero nada que não seja de um grande esforço.Essas conquistas são primorosas.Redondas.Troféus.E não há nada no mundo que possa tira-las de nós.Eu sou assim...Facinha.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Safira,Sarah e Elen...


Como será que a gente descobre que uma pessoa irá fazer parte de nossa vida pra sempre ?Como será que a mágica se torna real? Como será que os sinos tocam ? Ninguém sabe em que momento grandes laços se estreitam.A gente até tem uma noçãozinha,mas na verdade não sabe precisar em que momento exato escolhemos alguém para ser amigo.Eu tenho muita sorte.A vida me colocou diante de algumas pessoas que amo demais.Essas pessoas me conhecem de verdade e ainda assim me querem ao lado.Tem uma teoria que diz que nunca iremos fazer amigos leais no trabalho.Eu sou prova de que isso não é verdadeiro.Mas também tenho a convicção de que só pude me entregar por inteiro para essas pessoas depois que deixei de ser chefe delas.Antes,tinha que conter minhas emoções e agir de forma reta e imparcial.Como é difícil isso!! Minha história com a Elen começou há 6 anos.Com a Sarifa há 3 e com a Sarah há pouco tempo.Esse período é o tempo em que deixei o cargo de chefe para assumir um bem mais espetacular :o de amiga.Hoje,apesar de todo sofrimento da nossa separação,sou feliz demais de não trabalhar mais com elas.E morro de saudades pois elas estão juntas e eu em outra unidade da empresa.Tenho uma história de cumplicidade,respeito e amizade por essas mulheres.Elas são minhas almas gêmeas.Sem elas não sou ninguém.E para elas,meu peito,minha casa,minhas verdades e mentiras ficam sempre abertos.Nossa vida se funde.Sabemos exatamente como somos,todos os defeitos e qualidades.Brigamos,sentimos ciúme,saudades,inveja.E aprendemos a falar de todos esses sentimentos em voz alta.Passamos por tanta coisa juntas.Passamos por grandes tristezas,mas graças á Deus,por imensas alegrias.Nascimento de filho,separação,morte de ente queridos, cartões de crédito divididos,dietas,compras de sapatos,TPMS,doenças,neuroses,briga de namorados e longos telefonemas...E nessa sucessão de acontecimentos,sempre tivemos certeza do nosso amor uma pela outra.E isso é que nos deixa cada dia mais juntas...Eu amo vcs.E sei que o maior presente que a Elen teve no ultimo dia 11/10( seu niver) foi ter nós 4 juntas,nessa foto...Beijo amigas...

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Rio Amado...Brasilzão amado...Amigos amados...


Desejava ir ao Louvre.E na estátua da Liberdade.Também na torre Eiffel.Queria percorrer vários museus pelo mundo,belos jardins,várias igrejas e grandes monumentos.Mas então vejo que não conheço a história de várias cidades,de centros culturais, das estátuas e nem dos parques desse meu Brasilzão...Por que será que fora do país temos esse surto intelectual?Por que corremos pros museus,tiramos foto daquele quadro com a mulher sorrindo,tiramos fotos das igrejas e até dos banheiros engraçados no meio da rua? Por que não valorizamos os nossos artistas,suas obras e a nossa bela arquitetura? Hoje estou num surto patriota.Talvez por que o meu Rio ganhou essa tal eleição para as olimpíadas.Quero conhecer o meu país,minha gente e seus feitos.Quero rodar por essa terra linda sempre.Ir a Minas comer pão de queijo na casa da minha amiga Claudinha.Conhecer seus encantos e o tempero de seu feijãozinho.Passar por Sampa e comer uma pizza maravilhosa com a Naty,a Dany e a Robertinha...E perguntar pra Mari minha neurologista predileta por que o cérebro das mulheres é tão louco!.Depois ir pra Santos ver os mimos da Erika.Ir ao Espírito Santo e brincar com as fofithas da Elisa,e aprender a andar de bicicleta,bem leve...Passear por Brasília e exigir ordem e progresso junto com a Gabi.Aqui no Brasil tem as pessoas que amo.Aqui é o meu quintal e nele faço a festa até o sol raiar...E daqui,do meu Rio lindo,abro os braços junto com o Cristo para se fechar assim,num abraço.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Um beijo e até...


Gentemm.Isso não é uma despedida.Apenas vou dar um tempo nas postagens DIÁRIAS do blog.Preciso arejar a cabeça e me dedicar a outras coisas.Eu sempre falo da qualidade do tempo e agora realmente preciso dar prioridade para outras áreas da minha vida.Escrever um blog diariamente da um trabalho imenso,é um fervilhar de idéias constantes,minha cabeça não para.E preciso parar.Relaxar um pouco.E no momento preciso me dedicar a uma só coisa e no fim do dia não ter outras coisas me preocupando.Quando der vontade de escrever vou vir aqui.Sem obrigações.Sem a angustia de que tenho que pensar em algo para postar.Continuarei a visitar todos os blogs que amo.Mas, uma das minhas escolhas atuais é diminuir meu tempo na internet.Um beijo e até...

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Poesia minha


E se eu não te amasse?
Seria o mundo apenas um pouso para a solidão.
O tempo apenas um relógio no pulso.
A cama apenas um objeto pro sono.
E se eu não te amasse?
Os jantares seriam meros alimentos para saciar a fome
Os jornais seguiriam tediosos em sua ordem
Os banhos rotina para limpar a poeira
E se eu não te amasse?
Seria a boca apenas instrumento para pronunciar palavras
Os pés apenas para caminhar sem direção
Os olhos apenas para não tropeçar.
E se eu não te amasse?
Seria o gosto sempre amargo
O coração sempre fechado
Um portão nunca escancarado.
Se eu não te amasse ?
Nada teria sentido
Tudo seria assim,tanto faz.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Cercada por meus mimos...


Hoje eu queria ficar pertinho das minhas coisas,dos meus livros,meus cremes,meus perfumes,meus livros e dvds.Queria ficar de bobeira pela casa.Não pensar em nada.Esquecer que sou adulta.Que tenho que trabalhar.Que tenho que pagar contas.Que tenho que resolver problemas.Quero comer um brigadeiro,sem ligar que vou engordar.Quero ficar de pijama,com o cabelo preso,sem maquiagem.Ler,ver tv,ficar na net,tudo ao mesmo tempo e ainda dar uma arrumada no armário.Vestir várias roupas,tentar novas combinações,descobrir uma peça barbara que comprei e que simplesmente tomou "doril" no meio do armário.Fazer caras e bocas na frente do espelho.Escutar uma música gostosa e dançar feito louca.Fingir que não cresci.Fingir que não tenho compromisso.Fofocar ao telefone e falar de homens bonitos a vontade.Falar da novela ( mesmo nunca vendo).E não ter medo do tempo.E não ter medo de não realizar ... Hoje queria voltar aos meus 15 anos onde a maior das preocupações era a roupa que iria usar na próxima festinha...Mas naquele tempo eu queria ser levada a sério e ter responsabilidades.Queria ser enxergada como adulta.Se eu soubesse como dá trabalho crescer.Como da trabalho ser uma “mulher adulta”.Eu tinha essa urgência de responsabilidades.Hoje não quero ser assim.Quero mais é ficar de bobeira,sem pressa,até por que descobri que não adianta querer antecipar nada...O tempo se encarrega das coisas.Direitinho...E as vezes achamos que não vamos aguentar.Mas a gente consegue...E como hoje ainda é quinta feira,e eu sou sim,uma mulher adulta,tenho que engolir o choro e ir trabalhar...rs

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Vida moderna...


Eu achava divertido os Jetsons quando era criança.Adorava toda aquela tecnologia.Ter um robô pra realizar os afazeres domésticos.Ficava pensando se o futuro seria realmente daquela maneira.E pensava que delicia seria a vida com toda aquela modernidade.Hoje toda essa tecnologia tem me deixado enlouquecida.Quando as máquinas começam a dar pau e transformam nosso dia tão corrido numa loucura total, me vem a consciência da extrema dependência que elas exercem sobre nós.E então os Jetsons perdem o encanto,tudo meio que parece com as cenas do Exterminador do futuro ( onde as máquinas se revoltam e decidem dominar o mundo e extinguir a raça humana.).Hoje somos dependentes dos celulares,não saímos de casa sem ele,e esse aparelhinho nos torna tão mau educados! Interrompemos conversas sérias e importantes se o telefone toca,esquecemos de desliga-lo no cinema,entramos nos lugares falando nele,fazendo o mundo participar da nossa vida.Que coisa mais cafona! E os computadores? Dependência total! Se vamos para um hotel gostoso curtir o fim de semana para descansar,levamos o dito cujo,mesmo constando no menu que não existe internet.Sei lá,de repente ele pega...E a tv ? Não precisa nem falar.Será mesmo que o ser humano esta sendo substituído? Olhe os terminais eletrônicos nos bancos.Tai a resposta.Nos edifícios os ascensoristas estão sendo trocados por elevadores modernos.Antes havia bom dia, boa tarde,sobe ou desce...Agora apenas um botão,que se você esquecer de apertar ,vai passear por todos os andares e nunca conseguir descer no seu...Queria mais encontros e menos conversas nos celulares e msn.Queria poder dar bom dia ao entrar no elevador.Não comer vendo televisão.Esquecer que o computador foi inventado...Delírio né ?Tudo bem...A única coisa que ainda quero dessa tecnologia doida,é um robô para realizar os afazeres domésticos...

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Ombros largos...


Não há pesadelo maior para uma mulher do que homens que não conseguem administrar sua própria vida.Não conseguem trilhar seu caminho,por que simplesmente não vêem as coisas claramente e de maneira objetiva.Esse tipo de homem atrai um azar danado! Tudo dá errado pra ele por que essa postura faz com que as coisas aconteçam assim.E alguém vai ter que me perdoar por isso,mas o que nós mulheres queremos,são homens adultos,seguros de si e que principalmente resolvam as coisas e dominem a situação.Tenho pavor de homem que não dá um passo sem que a mulher o impulsione.Que nunca sabe o que fazer,em que lugar levá-la e que ainda quer segurar a sua bolsa.Gentemmm, me matem,mas odeio homem que anda segurando bolsa de mulher!Esses são os eternos bebes da mamãe.Não consigo ver isso como sinônimo de carinho como algumas mulheres acham.Acho patético.Não,não gosto de homens das cavernas.Adoro homens gentis,que abrem a porta do carro,mandam flores,fazem jantar,mandam cartões e que são educados.Mas,homem tem que ser homem. Saber se impor,me colocar no meu lugar as vezes...Homem precisa compartilhar decisões e não esperar que você indique o caminho.E quando algo der errado pra nós,precisa ter um ombro largo e uma voz firme ,dizendo que tudo vai melhorar...

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Iguais...


Hoje acha engraçado quando leio algum texto em que alguém começa se descrevendo como uma mulher diferente das outras.Eu também achava que era diferente,que era especial por ter um ou outro comportamento ou questionamento.Só que ando percebendo uma semelhança incrível em todas nós.Temos os mesmos questionamentos,as mesmas dúvidas,as mesmas dificuldades.Todas nós acordamos um dia nos sentindo feias.Todas temos TPM e nesses dias ficamos carentes,quietinhas ,querendo carinho e colo.Todas queremos estar mais lindas e mais magras.Com armários cheios de roupas novas,sapatos,cremes e perfumes.Todas queremos um grande amor e uma bela família.E queremos amizades sinceras.Queremos risadas gostosas com goles de vinho,boa massa e chocolate.E não engordar.E desejamos nunca acordar com uma espinha no rosto.Sei que quando falamos que acordamos meio assim,com aperto no peito,sabemos exatamente o que isso significa.Mesmo não significando nada de concreto.Somos complexas e iguais.Não é a toa que vivemos falando a frase :“hoje nem eu estou me aguentando”.Imagine o mundo!O bom,foi descobrir que não sou louca no mundo sozinha.Que mesmo eu sendo diferente(pois adoro assistir as lutas de vale tudo no Sport Combate aos sábados a noite),com certeza tem alguém tão doida quanto eu,com uma outra estranheza maior que a minha.E é justamente por causa dessa estranheza qualquer que nos tornamos iguais...

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Demora,mas passa...


“Volte pra mim”.Acho essa a frase mais angustiante que existe no mundo. Principalmente por que sei que ela tem apenas uma resposta : não. E só quem já passou por essa dor pode entender.Acho que nada no mundo conforta alguém que perdeu seu amor.Quem perde um amor se perde em pedaços,pedaços tão pequenos que temos certeza que nunca serão achados e colados novamente.A dor é física.E a única pessoa que pode fazer alguma coisa é também a única que não pode fazer nada. Quando o amor desaparece para apenas uma parte é sem dúvida a maior fatalidade. É um bombardeio maior que os existentes no Iraque.E ninguém tem culpa.Quem pode ser culpado por não amar mais ? Claro que a dor não nos deixa pensar nisso.Achamos que somente nós perdemos.Mas com certeza quem deixa de amar também perde muito.Ter que construir outra história não é fácil.Mesmo para aqueles que já tem alguém em vista.E para aquele que jura que o amor nunca mais vai florescer,que acredita estar fechado para o outro,que nunca vai se curar,para esse alguém eu só posso dizer uma coisa.E é algo muito verdadeiro : passa.Demora um pouquinho,mas passa.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Olha o nariz crescendo...


É engraçado o quanto algumas pessoas acham que podem nos enganar para o resto da vida,posando de gente boa e de bom coração.Ando com tolerância zero para gente mentirosa!E o pior é que essas pessoas acham que realmente enganam o mundo.Isso é doença gentemmm! Tem casos tão graves que a pessoa acha que realmente viveu aquela mentira que esta contando.Eu tenho um detector de mentiras infalível.Desconfiada como sou,fico logo cética em relação a histórias muito mirabolantes.Costumo dizer que um sino toca na minha cabeça quando escuto uma mentira muito cabeluda.E a mentira é algo que me deixa totalmente debochada.Adoro curtir com a cara de quem mente,faço perguntas,deixo a pessoa viajar na própria loucura e no final faço com que ela saia com a certeza de que não me enganou!
Mas há um tipo de mentiroso mais perigoso,essas pessoas parecem inofensivas,ai se aproveitam de uma idéia que você teve,ou algo que você falou e se apropriam do fato.Contam feitos que são seus e são tão caras de pau que ainda falam que vocês tem idéias parecidas.Esse tipo é o que mais tem me irritado.E isso acontece principalmente no trabalho.Esse tipo me faz ter vontade de gritar! Mas todo mentiroso uma hora é traído pela sua própria memória...Pode demorar,mas acontece.E homem mentiroso ??? Gentemmm,pra esses sou curta e grossa : homem mentiroso(minha amiga Leleka adora dizer isso) merece bala! rs...

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Trouxe flores pra vc...


Diazinho hard hoje!! Trabalho,trabalho e mais trabalho...Mas,como é primavera,trouxe flores...Pra vcs!
Só para não passar em branco.
Beijocas!

terça-feira, 22 de setembro de 2009

O que vem depois do "eu te amo" ?


Tudo parece muito simples antes dessas 3 palavrinhas.Elas tem um poder enigmático sobre nós.Quando a pronunciamos é por que realmente o amor não cabe mais no peito.Ele esta tão grande que precisa ser verbalizado,precisa ser disseminado,difundido.Dizer eu te amo dá um medo danado!E quem diz essa frase é extremamente corajoso.
O mais complexo é saber que as vezes um “ eu te amo” não é garantia nenhuma de que as coisas serão fáceis.Ao contrário,pode complicar tudo,pois o outro lado pode não estar preparado para escutar essa frase e muito menos para dizer “eu tb”.Ou pior,ele pode realmente não sentir isso.E nessa hora vai doer muito,por que é cruel abrir o coração e perceber que erramos ao julgar que havia sintonia.Que havia reciprocidade. Mas mesmo assim acho que se deve correr esse risco!O que nunca pode ser feito é deixar que essa frase saia de seus lábios se ela não for verdadeira,se você não tem certeza disso.Muita gente confunde vários sentimentos com amor.É natural.As vezes na empolgação de um momento gostoso, deixamos escapar essas palavrinhas que podem ser fatais se não forem o que sentimos de verdade.Agora,se você tem certeza,diga,com todas as letras!E torço para que ouça um “eu tb”.Torço para que entre no time do amor.Que vista sua camisa, que calce suas chuteiras mágicas,que siga suas regras,que lute por ele.E principalmente desejo que você faça o seu gol...E se caso,você se deparar com um silêncio,dê um tempinho,não tire conclusões precipitadas.Entenda que nem todo mundo é tão corajoso quanto você.E quando esse susto passar,talvez você se depare com um "eu tb" num momento em que menos espera.E aí quem vai ficar mudo é você...Não será uma delícia ?

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Dúvidas...


Adoro pessoas que sabem o que querem. Acho que isso é algo que nasce com a gente.Sempre soube exatamente de que maneira escolher( sem sofrimento) o que era melhor pra mim.Claro que errei algumas vezes.Mas o saldo é mais positivo.Sou daquelas pessoas que ao ir em um restaurante,já saberei o que comer olhando o cardápio apenas alguns segundos.Entre dois perfumes não tenho dúvidas,será sempre o mais suave e o de mais personalidade e personalidade é algo que enxergo de longe!Entre dois sapatos a dúvida é menor ainda : fico com os dois! Acho que dúvidas são perda de tempo.E tempo,gentemm,é algo que não posso perder! Por isso adoro quando as crianças sabem exatamente o que escolher:mãe,eu prefiro o sorvete de pistache! Essa pessoinha já tem meio caminho do mundo percorrido,sofrerá menos e fará mais escolhas com o coração...E escolhas de coração são as mais acertadas.Me preocupa uma pessoa que não sabe o que gosta.Ou que gosta de tudo.Imagina que barulho eterno na cabeça !Pode parecer besteira,mas hoje descobri que gosto mais de passas negras do que brancas.Antes não fazia diferença.Mas hoje quero tudo com passas negras e vejo que minha vida ficou mais saborosa com esse simples detalhe.Gostar de várias coisas é muito saudável.Mas não quero falar de coisas saudáveis.Quero falar de felicidade.Felicidade total! E claro que ela é uma louca utopia,não existe.Mas acho que fazer as escolhas com mais clareza,nos coloca de cara com essa proximidade da felicidade.Então exercite...Descubra de que tipo de passas gosta mais...Então aprenderá a fazer todas as outras escolhas de forma mais clara...E sua vida ficará mais completa e mais feliz.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

O Presente do Jonathan...


Meu amigo Jonathan ganhou um presente.Não,não foi um carro novo.Nem seu time de futebol ganhou o campeonato.Muito menos sua loja vendeu mais que a minha(não podia perder essa,kkk)E nem a H2O( única bebida que ele bebe)será distribuída gratuitamente.Ele não ganhou uma viagem á Europa.Até por que essa,ele acabou de fazer.E foi lá que papai do céu decidiu que ele seria afortunado.Ele ganhou um ingresso para o mundo maravilhoso dos pais.Ele ganhou a Valentina.E sabe,tem certeza que esse é seu maior presente na vida.A certeza do amor incondicional.E também sabe que esse é seu maior feito.Nada no mundo ele fará melhor do que ser o pai da Valentina.E essa menina linda será seu eterno amor,o maior de todos.Pois ser pai de menina é diferente.Como eu sei ? Meu pai é um pai de menina!Ser pai de menina é saber que não há descanso mais na vida.E quem disse que você quer descansar?Ser pai de menina é escutar por longo tempo que nenhum homem é mais bonito e forte que você.É se derreter em prantos com cada olhar,é não precisar ser durão.É padecer no paraíso.É saber que você poderá colocá-la no colo e andar de mãos dadas.Beijá-la sem que ela fique com vergonha.Saber que em qualquer apuro ela pode gritar :pai! E você vai correndo,socorrer sua princesa e assim ser o maior dos heróis.E quando ela crescer,e aparecerem os meninos...Meu amigo,essa parte não vou te contar...Você não suportaria...rs
Feliz papai Jonathan.Feliz mamãe Ylonka. É isso agora que vocês são...
A Valentina é uma mocinha linda.
Terá muita saúde.
E será muito feliz!

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

E ,só me resta lavar os pratos...


Minha mãe é daquelas que fazem de um simples arroz branco um acontecimento.Eu não herdei esse dom.Não sei cozinhar bem.Tudo que me aventuro na cozinha é visto com total ar de descrença e desconfiança daqueles que me amam.Eles sabem a minha limitação.E ainda me amam mesmo assim, graças á Deus!Meu amor arrebenta na cozinha...E então meu cargo fica resumido a simples auxiliar( lavar louça,pegar tal tempero,cortar o pão,escolher os pratos,fazer a mesa).Mas sou uma auxiliar bonita,cara e de bom gosto!rs Eu sempre tive muita vergonha de contar que não fui abençoada com esse dom.Sempre tive medo por que tem gente que acha que é pura preguiça,questão de habito.Gentemmm,mas eu sou um desastre mesmo!Então meu amigo Jorge uma vez me falou que ao menos eu teria que tentar ser conhecida por dois pratos.Um doce e um salgado.Eu deveria achar uma receita e tentar exaustivamente a perfeição nela.Isso faria com que ela fosse citada quase como um adjetivo meu.(Dri e seu doce de morango com chocolate,Dri e sua batata com requeijão.).Depois desse intensivão,aprendi,aperfeiçoei e realmente funcionou!Meus amigos comem de joelhos esses meus dois pratos "únicos".E elogiam.E pedem bis!É ruim não ter sempre aplausos quando se cozinha.Quem faz maravilhas ganha carinho e elogio todos os dias.E adora isso.E todos ficam tão agradecidos que se oferecem logo para lavar os pratos.Tentando agradecer aquela experiência que tiveram de puro prazer.Eu só tenho meus 15 minutos de fama poucas vezes.Por que até os dois pratos conseguem dar errado de vez enquando.rs Fazer o que ? Já me conformei.Então,o que me resta é a diversão de lavar a louça...

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Poesia minha


Desvie amor
Olhei pros lados por que tive a ilusão que aqueles caminhos não tinham espinhos
Olhei com olhos de viajante novato
Viajante que acredita não poder perder um sequer pedaço da nova estrada
Desviei por que aqueles braços prometiam um amor maior que o seu
Sucumbi acreditando que seria mais amada naquela boca
E que aqueles ombros suportariam um peso maior que os seus
Saí em busca por que acreditava que aquele coração me ofereceria alívio
Mas amor
Eu voltei
Eu pensei
Voltei por que os pés doeram
Não eram meus aqueles sapatos
Não eram meus aquele querer
Voltei por que a confusão passou
As lentes agora estão limpas
Voltei e ainda sou tola.
Voltei e ainda sou tua.


Ps:Fiz essa poesia para uma grande amiga que me procurou em busca de um conselho,pois havia feito uma escolha errada.Na hora,não consegui aconselha-la,mas agora estou tentando aqui,falar dos seus porquês.Para que ela entenda que é natural tomar o caminho errado as vezes.E espero do fundo do coração, que ela retome sua felicidade,pois assim terei certeza que o time do Amor( no qual jogo) esta ganhando.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Existe uma estrada florida...


Qual o seu verdadeiro sonho ? Você já sabe? Não tem problema se ainda não descobriu.Provavelmente você anda menos aflito que muitos por ai.E se já descobriu,me diga o que anda fazendo para realiza-lo ?Grandes sonhos exigem grandes sacrifícios e na verdade,não estamos muito acostumados a fazer-los não é mesmo ? Queremos que as coisas caiam do céu ao simples estalar dos nossos dedos.Como uma criança mimada,achamos que teremos nossas realizações sem esforço.Sinto muito.Não funciona dessa maneira.E você já deve saber.Só que espera mais um pouquinho para a constatação genuína.Não perca tempo.Ele é precioso demais.Não tenha medo de sonhar alto .Não tenha medo do trabalho que isso dá.Tem gente que se conforma com pequenas coisas.Ta na hora de querer as coisas de maneira hipérbole.Você merece.E somente você pode viajar nesse delírio.Não espere que o mundo entenda suas necessidades superlativas .As vezes o mundo quer que nos conformemos com pequenas realizações.Não é justo! Então prove que não irá se contentar com pouco.Existirá sempre uma estrada florida a esperar por você que sonha alto...Ela terá espinhos,e sua missão é suportar os cortes que eles causarão.Mas você terá sorte.Por que leva no peito a vontade de realizar.

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Super poderes...


De quem foi essa idéia idiota de queimar sutiãs? Gentemmm não agüento mais! Tô cansadinha! Será que sou só eu, ou você anda esgotada com essa nossa jornada quádrupla: mulher,esposa,mãe,profissional?.É tanta coisa para fazer que ao fim do dia, estamos tão cansadas que parece que um trator passou sobre nós.E perfeccionistas que somos,não nos permitimos protagonizar esses personagens sem perfeição.Corremos o dia todo,resolvendo pepinos e cobranças do trabalho, ficamos loucas se nossos filhos estão doentes, piramos ao lembrar que esquecemos de levar o terno do maridão ao tintureiro,perdemos nossa hora naquela tão sonhada sessão de massagem.Temos que estar impecáveis,deixar nossa casa organizada,entregar relatórios de trabalho pedidos “pra ontem”,acompanhar todos os momentos dos filhotes,sem esquecer que somos mulheres também.E sorte hoje de quem tem um maridão que divide toda essa responsabilidade. Ser mulher esta nos exigindo ter super poderes.Por isso acho que merecemos muitos mimos,merecemos cada sapato que compramos,merecemos perfumes,roupas novas,bolsas ,maquiagem e todos os cacarecos possíveis que o dindin suado pode comprar.E merecemos muito dengo,muito colo e flores todos os dias...Merecemos o direito de chorar, de dizer que estamos exaustas.Merecemos o peito gostoso do nosso amor,dizendo com voz suave,que tudo vai passar...Então tomamos mais fôlego.Ficamos com a certeza de que conseguiremos.Pois o mundo não gira se não estivermos lá com nossa força... Eu fico cansadinha,mas no fundo,acho que adoro saber que tenho super poderes,maiores que a mulher Maravilha...

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Quando penso em você,fecho os olhos de saudade...


Eu amo música.Mas sou preconceituosa.Pra mim só existem dois tipos de música : boa ou ruim.Todas que eu gosto são boas.E as que eu não gosto são ruins.Simples assim.O mais interessante é quando uma música que eu achava ruim,vem assim de mansinho e me dá um belo tapa.E não é aquele tapa com luvas de pelica.É um golpe bem dado,dignos daqueles dados na rodada de vale tudo de sábado á noite.E então meu ouvido preconceituoso ajoelha-se numa chave de braço,quando é apresentado a algo que antes eu detestava e achava brega ( argh,nada mais brega que dizer que algo é brega,rs).E fico chateada por ter perdido tanto tempo.Mas o melhor mesmo é ser apresentado a uma música que considerávamos ruim, pelos olhos de alguém que amamos.Essa melodia antes ignorada,ganha um significado exclusivo,afinal de contas são os ouvidos e o coração de alguém que desejamos muito.São caminhos para um outro mundo,com novas cores e estrofes que antes passavam despercebidas pelos nossos ouvidos céticos e preconceituosos.Então a gente se rende.Canta junto.Canta alto.Sem medo do ridículo.Sem medo de desafinar.Descobre então que já gostava daquela música,que ela conta meio que um pouco da nossa história.E melhor ainda,descobre que o amor pode sim,mudar o que antes não fazia sentido.E você ri.É um riso escancarado.Um riso até de deboche de si mesmo.Um riso de indignação.E esse riso meio que pergunta : como pude não escutar Fagner antes? rs

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

A delícia de ser Dinda...



Quando o dia foi hard no trabalho.
Quando a conta entra no vermelho.
Quando a meia fura
Quando a unha borra ou quebra
Quando a balança sobe
Quando o jeans não entra
Quando chove e molha meu mais lindo sapato
Quando o limite do cartão estoura
Quando escuto “não” do mundo
E quando acho que tudo vai dar errado
Eu apenas olho para esse sorriso
E tudo se ilumina
Pois ser Dinda da Maria Eduarda
Faz as coisas chatas ficarem assim,bem pequenininhas...

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Empadinhas da vovó...


Estou decidindo que tipo de velhinha pretendo ser.Eu adoro velhinhos.Eles com suas manias e seus olhares cheios de vivência.A maioria com sua resistência a coisas novas.Outros com o olhar visionário e acreditando que ainda há muito tempo pra viver e aproveitam a vida de verdade.Adoro quando sabem mexer com computador e quando fazem buscas no Google.Adoro os calados e mais ainda os tagarelas que não tem vergonha de falar de suas histórias mesmo não nos conhecendo.E adoro os vaidosos,que estão sempre com um perfume cheiroso e um belo lenço ao pescoço.Pretendo ser uma velhinha assim : com lenço no pescoço e eternos colares de pérolas.Serei daquelas velhinhas que usam tricot Lacoste,cabelos arrumados e sem papas na língua.E cheirosa também.Quero ter o privilégio de ter filhos e nunca precisar dizer as pessoas que meus filhos são lindos e muito ocupados para me ver...Ouço isso o tempo inteiro dos velhinhos que conheço.E fico tão triste.Tive apenas uma vó.Na minha infância pude aproveitar pouco sua companhia,passava 2 vezes ao ano as férias escolares com ela já que morávamos em cidades diferentes.E tem uma imagem que nunca saí de minha cabeça : ela fazendo empadinhas.Eu sentava junto dela e ficava observando-a rechear as empadinhas.E minha vó colocava uma azeitona na empada e dava outra pra mim,pois sabia que eu adorava azeitonas.Era o nosso momento.Nossa cumplicidade.Quando minha vó morreu eu já estava crescida.E não fui ao enterro-NÃO VOU A ENTERROS- e 15 anos depois ainda acho que ela não se foi.Para amenizar a saudade,finjo que ela continua lá,fazendo suas empadinhas,e que eu,ocupada como sou,apenas não tenho tempo de visitá-la...Dói menos assim

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Sex and the city 2


Se você acha que quem gosta de Sex and the city ,só gosta por causa dos sapatos,das bolsas,das make-ups,das boates,dos restaurantes e de todo aquele glamour em volta,você esta certo! Sex and the city é realmente tudo isso.Um luxo só! Mas,quem realmente se despe de todo preconceito,consegue enxergar que esse filme vai muito além : ele fala de amizade.Ele fala da luta que nós mulheres travamos contra o tempo e da batalha pela felicidade.E das escolhas que fazemos todos os dias para que o mundo não nos engula. A melhor coisa é ver como elas conseguem manter-se ativas na vida da outra.E faz com que pensemos em nossas queridas amigas.Nossas cúmplices.No quanto não estamos nos dedicando de verdade a elas.Pela falta de tempo.Pelo nosso dia a dia tão sufocante.É ficção? Não minha cara,não é.Me diz o nome da sua amiga que sofreu a vida inteira por um amor.Entre idas e vindas.E finalmente,conseguiu estar ao lado desse amor.E aquela que é tão severa,crítica,que engravidou,casou,vive um casamento difícil,com crises,mas ainda com amor,sem tempo para o sexo,tendo que mudar de bairro,para proporcionar a família uma vida melhor.E aquela outra que aparentemente tem tudo,mas que não consegue realizar seu maior sonho que é ser mãe?E aquela que é resolvida sexualmente,tem poder no trabalho,teve um câncer,que até tenta ter um relacionamento monogâmico,mas por fim descobre que pertence ao mundo. Ainda é ficção pra você ? "Sex" fala de nós.Somos nós.De sapatos com preços menos estratosféricos.rs.Esse mês as filmagens do número 2 começaram.E é por isso que vou ficar aqui contando nos dedos o dia de poder vê-las novamente.E vou sair daqui e encontrarei as minhas amigas.Pra colocar a conversa em dia.Pra dizer que sem elas minha vida é um filme ruim,sem glamour...

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Independência ou morte!


Feriadão vem chegando.E a cabeça já começa a ficar no ritmo.O corpo então, nem se fala.É sete de setembro.Dia da nossa independência.Inspirada nisso sugiro que nós também proclamemos independência de várias coisas nocivas em nosso dia a dia.Vamos tentar nem que seja por apenas um dia.Independência das dietas loucas.Das horas extras no trabalho que insistem em nos deixar com pouco tempo para quem amamos.Independência da nossa conta no vermelho,das ciladas dos cartões de crédito.De gente mau humorada.E de sapatos apertados.Independência de chefes se eles não nos valorizam.De colegas de trabalho que não agem com ética.Independência de amores que não são leves.E de falsos amigos.Independência das tendências de moda.E da preguiça.Da auto sabotagem.E do julgamento dos outros.Essas pequenas coisinhas costumam nos aprisionar e nem percebemos.Levamos nossa vida permitindo que tudo isso aconteça.E ficamos,assim,cada dia mais cansadas,menos dispostas.E depois que conseguirmos um só item dessa lista, com certeza,será uma brecha para que as outras se resolvam.Basta ter coragem.Bastar ter fôlego.Vc consegue!Independência ou morte!

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Malinha ... rs


Quando eu era criança sonhava em ter uma bolsa do gato Felix.E esse sonho ainda permanece.Já pensou poder levar o mundo dentro de uma bolsa pequenininha?Levar o armário (ou a casa inteira) ao viajar?Seria um sonho dourado,desses de contos de fadas.Eu sofro muito numa simples viagem.Vem um feriadão aí.E com ele a angustia da mala.Toda a minha objetividade cai por terra diante de uma simples malinha para um fim de semana.E se eu quiser usar justamente aquele sapato que não levei?...Ai,ai,ai...Eta sofrimento...E o mais engraçado é a cara de susto do meu amor ao ver o tamanho da mala para apenas um fim de semana em Itaipava...Isso deve ter alguma explicação cientifica,não é possível essa situação de desespero quando na verdade teríamos que aprender a viajar mais leves ( lembra do poema “se eu pudesse viver novamente”?) Ah,gentemmm,mas o que fazer se chover ? Se fizer sol ?Se pintar um casamento,uma festa black tié,um barmitzvah? Se a cara não ficar boa com o tricot rosa? E se faltarem o lenço,as pérolas,as pulseiras...Eu sei que parece besteira,tem tanta coisa séria pra se preocupar.Mas me diz, quer desespero pior do que não ter seu armário inteirinho a frente para decidir o que vestir?Tem coisa pior que planejar toda uma mala e na hora de vestir,perceber que nada deu certo ? Pois não sei pra você,mas pra mim,roupa tem a ver com o estado de espírito, e isso só se sabe no dia gentemmm!!.Tem dias que estamos bem "cool",mas há outros que queremos estar totalmente poderosas.E se justamente no dia que queremos arrasar não levamos aquele vestido poderoso ???

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Um amor assim...


"O que é o amor,senão o seu sorriso..."

Relações longas são complicadas.Tem um peso imenso sobre os ombros ás vezes.Testam nossa fé em todos os sentimentos.O dia a dia nos deixa ávidos por novidades.E quando caímos na real descobrimos que nada é mais encantador que essa nossa “rotina”.Tem gente que acredita que é comodismo ( eu mesma,já pensei isso),mas não,não tem nada a ver com comodismo.Estar junto muito tempo é um exercício pesado,de maturidade,é o extremo da tolerância.E hoje falta tanta tolerância aos casais.Na primeira crise,já pensam em se separar.Vivo uma relação de quase 8 anos.Sou um pouco inflamada,daquelas que não pensam muito numa briga.E tenho a sorte de ter alguém calmo e tranquilo ao lado,para amenizar esse meu lado “facinho”.Nos dias de TPM viro um monstro carente e chorão,mas com garras afiadas prontas ao ataque.E meu amor,apenas ri,e se eu exagero,me coloca no “meu lugar”.Vocês sabem, nós mulheres precisamos ser “colocadas no lugar” de vez em quando.Não é fácil para os homens pois somos tão complexas.E tenho aprendido a exercitar a minha tolerância.Nenhuma relação é cor de rosa o tempo inteiro,isso é fato.São tantas lutas diárias.Tantas cores falsas no mundo pra te seduzir.E é tentador fazer as escolhas erradas.Então precisa haver leveza,humor,momentos de desviar para não causar atritos bobos.Tenho sorte.Tenho a sorte de um amor tranquilo.Tenho sorte por ter um amor há 8 anos.Mas, tenho mais sorte por ter um amor assim ,como o meu...

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Agosto mês do desgosto ????


Minha mãe supersticiosa como só ela, não cansa de repetir : agosto,mês do desgosto.Eu sou totalmente desencucada dessas coisas e acho besteira.Mas ontem eu estava assim meio tristinha,pois tinha tido um dia hard demais no trabalho,a TPM estava imperando,o humor lá no pé.Colocando a culpa nesse mês horroroso.Estava um monstrinho.Começando a acreditar que esse mês é mesmo sinistro ( alucinações da TPM),então resolvi ir pra minha terapia ( comprei mil sapatos).Sim,pois essa é minha terapia.Sinto muito.Ela me faz abrir um sorrisão gigantesco e tudo fica cor de rosa novamente.Deixei metade do limite do cartão de crédito na loja e mesmo assim ainda estava desconfiada de que aquele mês finalmente tinha chegado ao fim e com ele todas as “urucas”.Então,louca de fome ( já que segunda é dia de começar a dieta),fui para a casa com a sensação de que tudo de ruim aconteceu por causa do agosto,mês do ...blá blá blá...E quando chego em casa com as mãos cheias de sapatos,meio felizinha apenas,encontro um belo regalo do meu amor.Daqueles inacreditáveis! E agora,mesmo desejando que chegue setembro,com suas flores lindas de primavera,vou ficar relembrando esse fim de agosto.Um mês tão especial que eu desejava ter mais um dia nele,só para poder me redimir...Agosto,querido agosto.Mês dos regalos.Eu sei que não rima,mas prefiro assim...

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Ligue 911 para emergências...



Sim, você sabe do que estou falando.Ele é sua alma gêmea.Vocês passam horas conversando ao telefone.Você conta os minutos para chegar a hora em que ele enfim,irá te ligar.E então acontecem aquelas conversas maravilhosas,de iluminar seu dia.Quando se encontram então, é delicioso,as 3 horas se passam e vocês nem percebem.E quando vão pra cama? Nossa,esse sem dúvida é o melhor momento de todos,a sintonia é espetacular.Quando não se falam o humor fica lá no pé...Ele te liga em todos os momentos difíceis da vida dele dizendo que precisa de sua opinião,seu conforto, seu colo.Sua opinião para ele sobre tudo é realmente importante e ele a faz sentir a mulher mais especial por isso.E você acha que ele é o único que a entende.O único que a conhece de verdade.Só para ele conta suas fraquezas.Tudo é perfeito,seu cheiro,seu jeito de rir,o gênio meio turrão que você até acha charmoso,as afinidades pelos mesmos filmes,o deleite pelas mesmas músicas e o compartilhar de criança pelos deliciosos doces de chocolate.Mas você vive de peito apertado, sofre porque acredita que o destino é o responsável por vocês não conseguirem ficar juntos.E vive com a crença de que os amores impraticáveis é que são os mais fortes e belos, e sabe,acredita de verdade que há uma estrada florida a esperar por vocês dois...Menina,acorda! Você esta sendo apenas o número de emergência desse homem ! Se é tão maravilhosa assim,se há essa sintonia espetacular,se o sexo é divino,por que não estão juntos ?Por que não diz que você é o seu amor ?Não caia nessa conversa.Temos a tendência de tampar o sol com a peneira.E com isso,acabamos perdendo tempo achando que o amor é assim...Acredite,não é...Homens assim,são verdadeiros polvos,com seus tentáculos imensos paralisando cada ação sua para uma vida onde caiba um amor verdadeiro...O que eles fazem é viver suas vidas paralelas posando de coitadinhos e sofredores e nós bobas caímos nessa,achando que ele só não esta conosco por que não pode.Mas, a verdade é só uma : ele não esta com você, por que não quer baby...Apenas isso...Então deixe de ser boba e simplesmente desligue seu telefone...Não é fácil.Eu sei.Mas você precisa conseguir.Desligue-se desse “suposto amor” que você acha essencial e vicioso.E só assim dará espaço para que alguém realmente legal encante o seu coração.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Atrasada.Muito atrasada...


Depois que passei dos 30 tenho a sensação de viver como o coelho de Alice no país das maravilhas:sempre atrasada..E parece tão desigual essa luta que as vezes acho que não vou sair vitoriosa.O tempo passa a ser seu mais desumano indagador.O tempo quer todas as respostas e não aceita desvio,não aceita apenas seu olhar,seu risinho de sarcasmo,que mostra que não vai responder aquela pergunta...Ele quer ouvir sua voz.Quer você se movimentando.Ele pergunta cruelmente e sem cerimônias.Igual aquelas tias sem tato que insistem em nos fazer perguntas indiscretas.E isso machuca muito. Nos dá a sensação de que estamos vendo o show da vida passar e esquecemos de comprar o ingresso para o espetáculo.Na verdade não esquecemos,eles se esgotaram para as primeiras 5 pessoas da fila..E de quem é a culpa ? É seu amor que ainda não quer casar ? É a sua carreira que ainda adia o seu sonho de ser mãe? É a gripe suína que te impede de ir para a Argentina ? É a geladeira que insiste em abrigar coisas nada saudáveis? É o mercado que anda recessivo para você abrir seu próprio negócio? O que posso dizer é que você não precisa responder á essas indagações se não quiser.Mas se elas realmente estão te incomodando,esta na hora de enfrentar.E saiba que ainda da tempo.Abra seu negócio.Emagreça para caber no vestido de noiva.Case.Vá para a Argentina em lua de mel.Talvez você até volte grávida de lá ...E seja feliz...

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Sintonia...



Será que é verdade que os opostos se atraem? Ainda vejo gente insistindo nessa máxima e não entendo como pode dar certo essa história de que não precisa haver afinidade para que estejamos ao lado de uma pessoa.Pessoas são diferentes.Isso é fato.Não estou falando disso.Mas sim, de falta de sintonia.Ceder ? Claro,ceder todo mundo cede em uma relação,o mundo não é do jeitinho que queremos.Mas estou falando de água e azeite.Contra essa lei não adianta discutir: eles não se misturam. E como será que é passar a vida ao lado de uma pessoa que não temos a mínima afinidade?Sei de muitos casais assim e não consigo definir se merecem meus aplausos ou meus pêsames,pois dever ser extremamente cansativo ter que convencer de algo o tempo inteiro.A impressão que tenho é que essas pessoas estão esperando de verdade mudar o parceiro.E sabemos que isso é impossível...Há quem diga que é um tédio estar ao lado de alguém “igual”.Eu sinceramente só posso achar isso loucura.Ter afinidades não significa que o tédio ira se instalar .Ter afinidades é a garantia de que o caminho que escolhemos é o mais prazeroso e principalmente mostra o quanto estamos maduros e temos uma imagem clara de quem somos...Olhar nos olhos de uma pessoa e nos enxergarmos ao menos um pouquinho.Chega de confusão...Ou talvez eu esteja doida e seja realmente possível estar com alguém totalmente diferente.Talvez seja isso o Amor.Não sei...rs

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Gangorras encantadas...


Eu cresci num bairro sem pracinha.E não há coisa pior para uma criança.Então aos domingos depois de contar nos dedos os seis dias da semana,ia dormir sabendo que minha mãe me levaria para brincar numa pracinha que existia em outro bairro.Esse dia era o mais sagrado que existia pra mim.Devia ter uns 6 ou 7 anos,arrumava meus brinquedos na bolsinha e esperava ansiosa a manhã seguinte,lutando para que meus olhos não se fechassem no sono,pois queria ver esse dia encantado chegar.Quando acordava era uma euforia total,já saia da cama,tomava banho,colocava roupa,penteava os cabelos e tomava café numa rapidez que tentava ser conseguida pela minha mãe a semana inteira ..Era domingo e o dia da diversão garantida havia chegado! Tinha um verdadeiro fascínio por aquela programa na pracinha do horto em Niterói,cidade onde nasci.Esse lugar também tinha um mini Zoo com animais de pequeno porte que me deixavam fascinadas a cada visita.E a pipoca ? Quem resistia aquele cheirinho que se espalhava pelo ar.Tinha as bolas coloridas,os chicletes ,os pirulitos e a boneca nova que levaria pra casa como prova de que aquele dia não foi um sonho.Havia lá meu brinquedo predileto:a gangorra.Era fascinada pelas gangorras.Ali, acho que inconscientemente já tinha certeza dos altos e baixos da vida,por isso tamanho fascínio.Esses dias até hoje não saem da minha lembrança e perpetuam o meu fascínio pelas praças,com suas risadas de criança,a pipoca,os idosos jogando baralho,as famílias juntas.Mas quando vejo uma pracinha cheia de crianças,o que mais me encanta é o olhar de proteção das mães...Um olhar que assegura que nada de mau vai nos acontecer...
Ps: essas meninas lindas são a Manu e a Sofia,tesouros da minha amiga Krys.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Poesia minha...



Eu não quero falar de piscina
Nem de sabonete
Tão pouco do fato de ser Dinda
E da maravilha de ser pai.
Não quero falar de agulhas de infertilidade
Ou de amores fracassados
Não quero falar de falta de pagamento
Ou excesso de luxúrias.
Quero falar de seu sorriso
Sua língua em mim
A maneira como me aperta
E o arrepio que não é de frio
Quero falar de um futuro juntos
De beijos eternos que pausam
Somente para eu respirar
Da saudade que anda matando
Do dia que parece arrastar
E do tempo que corre depressa.
Quero falar da falta que você faz
E da dor que insiste em não passar...

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Libertação...



O coração fica mais leve.A cabeça fresquinha,os pés parecem que criaram asas.E finalmente conseguimos nos libertar. Dizer não.Então finda-se a era em que você deixava alguém lhe manter refém e prisioneiro de seu pouco afeto,seu pouco querer,sua pouca atenção e seu pouco amor...A melhor sensação do mundo é quando conseguimos negar aquilo que não nos faz bem.Nos desprendendo de conceitos e algemas que algumas pessoas nos colocam.São prisões covardes,pois nos deixam assim,pequenininhas.Tem pessoas que tem um poder devastador de nos aprisionar.Se fingem de amigos.Se fingem de amores.E nos deixam dependentes de suas opiniões,seus conceitos e seus olhares de desdém.Buscamos sua aprovação,seu bom dia,suas ligações,suas visitas e seu "sim" apenas com a cabeça.Pois eles não sabem falar "sim" com o coração.São feiticeiros que parecem encantados,mas que quando desmascarados mostram sua face de carência,sua baixo estima,seu coração infeliz...Essa pessoas são invejosas.Verdadeiros vampiros emocionais.Sugam você e o tornam escravo de suas vontades.E falam mansinho,contam suas vitórias e nunca dão espaço para que você sobressaia.Então atenção,não se deixe enganar,diga não,recuse,desvie,finja que não entendeu.A sua liberdade não precisa ser anunciada.Seu coração já esta livre,tranqüilo.Suas correntes já foram quebradas.Então apenas sorria...E será um sorriso revelador.De liberdade.E esse será de agora em diante,o seu legado...

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Demais pra minha cabeça se vc não tem :


*Senso de humor
*Amigos
*Um trabalho que ame
*Um números de emergências ( afetivas,sexuais,qualquer uma)
*Um cabeleireiro que te deixe linda e que domine a fabulosa arte das cores e texturas
*Fio dental na bolsa
*Sua música predileta de dor de cotovelo
*Sua receita especial que todo mundo come de joelhos
*Um gerente de banco que te salve dos apuros
*Semancol ao se vestir
*Um batom com a cor perfeita para seus lábios
*Livros de poesia
*Adoração por Sex and the city
*Seu perfume inesquecível
*Um produto da Loccitane
* Amigas pra fofocar.
*Filtro solar
*Amigas blogueiras lindas como as minhas
* Essa página do blog como favorita
*O número do George Clooney ( eu tenho,mas sou quase casadinha e não posso ligar...(kkk)

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Hoje o Kool and the Gang fala por mim...


“ Aprecie o amor que nós temos
Nós deveríamos apreciar a vida que nós vivemos
Aprecie o amor, aprecie a vida, aprecie o amor
Enquanto vivermos
Aprecie o amor, aprecie a vida, aprecie o amor
O mundo sempre muda, nada continua igual
Mas amor resiste ao tempo
A próxima vida que nós vivemos continua sendo vista
Você estará ao meu lado...”

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Terça com gostinho de domingo...




Já que falei o quanto ficava com o peito apertado todo domingo a noite por saber que teria que correr para a semana não me engolir,meu Amor e eu resolvemos transformar essa terça feira tão comum num belo dia de domingo! Tiramos uma folga,desligamos os celulares e caímos no relax total! Passamos o dia inteiro no Le Spa do hotel Santa Teresa .E vocês não imaginam que delícia foi esse dia! Fizemos esfoliação corporal,banho de ofurô com pétalas de rosas e uma massagem maravilhosa.Daquelas que te dão energia para meio ano! Depois almoçamos no Terezê,que é o restaurante do hotel e ficamos curtindo aquele clima delicioso de Sta Teresa.Bebericando e rindo...Lembra que eu falei que passaria a conhecer mais lugares nessa cidade que amo? Pois é.Esse é muito especial e romântico.Recomendo a quem esta querendo passar um dia inesquecível ao lado de quem se ama e estreitar cada vez mais os laços.Esses momentos de “break” fazem muito bem para uma relação. Esse dia me fez perceber o quanto sou privilegiada por poder viver um momento assim,e principalmente dividi-lo com meu grande Amor.Me faz perceber que estou reclamona demais e com uma ânsia muito grande de fazer as coisas acontecerem tão rapidamente.E isso é negativo por que não me faz apreciar a paisagem do meio do caminho.Fico querendo só chegar ao final. Esse dia teve gosto de domingo e sem a sensação ruim de que amanhã é segunda feira...

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Corraaaa...Não deixe a semana te engolir...


Domingo a noite vai me dando um apertinho no coração.Depois de passar o dia inteirinho me divertindo,vai chegando a constatação de que tenho que voltar para a vida real.Nessa hora,vou entrando no eixo e começo a organizar as coisas para uma próxima semana.Sempre resolvo dar uma mexidinha nos armários,jogar os papéis acumulados sem necessidade fora,separar a roupa pra lavar,organizar os jornais a irem pro lixo.Enfim,coloco tudo em seu lugar.E quando resolvo arrumar de “verdade”todos os papéis,vai surgindo também a necessidade de realmente organizar o meu mundinho,reorganizar meus hábitos ruins e minha idéias.Ai vai me dando uma força louca,uma certeza que irei finalmente começar uma semana mais equilibrada : me alimentar direito,dormir mais cedo e não acordar tarde,fazer exercícios,ligar para algumas pessoas que não falo há um tempinho, namorar mais o meu amor,ter mais energia no trabalho,equilibrar o cartão de crédito...Durmo com a sensação de ter traçado um plano infalível!Aí chega a segunda...A terça,a quarta,a quinta,a sexta, o sábado...E os dias me engolem.Poucas coisas da lista conseguem ser colocadas em prática...E apesar de saber todos os por quês, a gente continua se auto sabotando.Esta na hora de tomar jeito...Ainda bem que tem outro domingo para começar a escrever uma nova lista.Ela ta pra lá de manjada.Já fica impressa na cabeça,não precisa nem de papel.Domingos são assim,esperançosos,realizadores,com sabor de bala,com olhar de criança...E principalmente, com sabor de planejamento para novos começos...Mesmo quando a realidade da segunda me choca...

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Qual a sua fé ?


Você tem fé ? Não estou falando de religião.Estou falando daquela coisas maravilhosa que é ter convicção que somos destinados a ter bons acontecimentos na vida.Todos testam sua fé apenas nos momentos de dificuldade.Aprendi a ter fé nos momentos felizes.É maravilhoso acreditar neles.Acreditar que são eles que nos fortalecem e não as tristezas.Por que temos que nos fortalecer com as tristezas ? Prefiro ficar mais forte com o sorriso da minha afilhada ,com o bom dia dengoso do meu amor,com o abraço gostoso dos meus pais,com a ligação rapidinha dos meus amigos,com as realizações do dia a dia no meu trabalho e com o dia novo que chega todas as manhãs para mim...E quando a tristeza vier,não quero me fortalecer com ela.Quero que ela passe logo e perceba que sou frágil demais para sofrimentos...Para não se animar em ficar...

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Solte as algemas...


Tem coisa pior que homem” babaquinha”? Você sabe que tipo de homem é esse!São os inteiramente inseguros e narcisistas.Eles são ciumentos,tratam a mulher de acordo com seu humor.Se ela faz algo legal,acham que não passa de sua obrigação.Nunca reconhecem os acertos.E até os desdenham..E quando elas o desagradam(?) em algo,que claro,esta ligado as suas neuroses absurdas,eles simplesmente a riscam de seu convívio.E eles são sádicos.Adoram tratar a mulher friamente na frente de todo mundo.Corrigi-las até.Esses caras acham que tem que ser o centro das coisas.Somente suas vontades de neném neurótico é que devem prevalecer.Você não pode ter amigos,não pode falar e nem se vestir do jeito que eles não gostam.Fazer sucesso com as pessoas e na carreira é inadmissível!Eles encaram isso como uma afronta pessoal. Ele não suporta que alguém brilhe mais que ele.É uma pessoa totalmente egoísta e cheia de complexos...E o pior é que há mulheres que aturam esse tipo de homem.Por que será ? Só Freud explica ! Isso me faz pensar em algo que aprendi e uso como lema para a minha vida : só fazem com a gente o que a gente deixa...Então,liberte-se mulher!

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Hoje a Corinne fala por mim...


"Talvez algumas vezes
Cometemos erros, mas tudo bem
Quanto mais as coisas parecem mudar
Mais elas continuam as mesmas
Oh, não hesite..."

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Banho gostoso...


Como é bom cuidar de quem a gente ama...Sempre vi minha mãe cuidar do banho do meu pai :colocava a roupa limpa e cheirosa,as toalhas e os chinelos.Eu, no auge do feminismo olhava aquele ritual de maneira abismada. Ainda não entendia que não era um sacrifício para ela,mesmo depois de um dia muito atribulado cuidando da casa e das crianças. Hoje,depois que passei desse período idiota de “queimar sutiãs”,entendo o significado de todo esse zelo.E me tornei exatamente essa mulher : a que cuida do banho do Amor. É um prazer fazer esse ritual e demonstrar todo o meu carinho a quem amo.O dia a dia é uma loucura,sempre corrido e se não tomarmos cuidado,deixamos as pequenas demonstrações de afeto sumirem.Ainda mais em relações longas.Então lute o tempo todo para não deixar a correria te deixar desatento. Claro que ter um parceiro nessa sintonia ajuda muito.E tenho sorte.Amar requer ação.Requer cuidado.Requer atenção paras as pequenas necessidades do outro.E requer muita sensibilidade.Não deixe a sensibilidade faltar em sua relação.É um exercício difícil eu sei.Então hoje,prepare o banho do seu Amor. E você verá que o sorriso de surpresa nos lábios dele será a sua recompensa.E isso não tem preço...