quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Poesia minha


Desvie amor
Olhei pros lados por que tive a ilusão que aqueles caminhos não tinham espinhos
Olhei com olhos de viajante novato
Viajante que acredita não poder perder um sequer pedaço da nova estrada
Desviei por que aqueles braços prometiam um amor maior que o seu
Sucumbi acreditando que seria mais amada naquela boca
E que aqueles ombros suportariam um peso maior que os seus
Saí em busca por que acreditava que aquele coração me ofereceria alívio
Mas amor
Eu voltei
Eu pensei
Voltei por que os pés doeram
Não eram meus aqueles sapatos
Não eram meus aquele querer
Voltei por que a confusão passou
As lentes agora estão limpas
Voltei e ainda sou tola.
Voltei e ainda sou tua.


Ps:Fiz essa poesia para uma grande amiga que me procurou em busca de um conselho,pois havia feito uma escolha errada.Na hora,não consegui aconselha-la,mas agora estou tentando aqui,falar dos seus porquês.Para que ela entenda que é natural tomar o caminho errado as vezes.E espero do fundo do coração, que ela retome sua felicidade,pois assim terei certeza que o time do Amor( no qual jogo) esta ganhando.

13 comentários:

  1. Dri,voce sabe o quanto essa historia esta sendo penosa pra mim.E agradeço tanto aquela conversa ontem minha grande amiga.E vc acha que não consegui me aconselhar ? Claro que conseguiu.Vc sempre consegue.E hoje ainda me faz essa grande surpresa.E que surpresa delicada.Quando recebi sua mensagem ao celular dizendo que eu devia ler seu blog hoje,imaginei muita coisa.Mas nunca poderia imaginar que ganharia essa linda poesia.Vc conseguiu atraves dela explicar os meus por ques e de maneira tão clara,tão clara que nem eu mesma conseguia enxergar.Que nem mesmo eu conseguia expressar.E foi tão certeira amiga.Obrigada e como vc mesma falou,o melhor de tudo é o tempo,pois confiança é algo dificil de se restabelecer facilmente.Eu acredito que o nosso time vá ganhar e só por que vc joga nele.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo, Adri! Fala com delicadeza de um momento tão doloroso e complicado...

    ResponderExcluir
  3. Dri, vc tem poesia e flores na alma... fala com tanta DELICADEZA que faz a dor ficar menor. Torço pela sua amiga e pela vitória do amor. Errar todo mundo erra, fazer escolhas erradas também, admitir o erro já é meio caminho andado. E nunca é tarde pra ser feliz... Beijos lindeza

    ResponderExcluir
  4. Adri, vc é poeta (poetisa?)! Alguns dizem q não é poetisa que se escreve, sei lá, um ou outro, vc é os dois!
    Claudinha, posso copiar tudinho q vc disse?
    Concordo, concordo e concordo.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Adriana passando e deixando bjs!
    Continue assim e vamos perder uma comerciária...rs!

    ResponderExcluir
  6. isso q eh amiga... mt linda.. gostei de ler algo q td mundo passa, neh? vc eh boa nisso... tem mais poesias pra gente ler?

    só falta mais uma prova essa semana, entao... daqui a pouco jah consigo respirar um pouco...

    bjs
    te adoro

    mari

    ResponderExcluir
  7. Querida Adri,seria importante o amor da sua amiga ler esse poema.Tenho certeza que ele perdoaria .Que lindo isso!

    ResponderExcluir
  8. Lisndo post! Parabéns pelo blog!

    Beijos
    www.minhacaixinhacr.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. olha... se joga nas parcelas meninas! eu estou comprando tudo à vista, mas um segredinho: essa eu dividi em 3 vezes pra não pesar tanto. estou tentando parar de comprar, mas é tão complicado. hehehe xêro.

    ResponderExcluir
  10. Nooossa Adri, eu não conhecia esse seu lado, que lindo texto!!
    E obrigada pelas palavras de estímulo, ando muito ocupada e atrapalhada com o tempo. beijos, linda!

    ResponderExcluir
  11. Dri....caramba....vc falou td!!Não tenho palavras...
    Precisava mto ler essa poesia.Obrigadinha..
    bjsss

    ResponderExcluir