segunda-feira, 1 de junho de 2015

O dia em que fui mais feliz em Paris.


Três meses depois e ainda não estava preparada para escrever sobre a última viagem a Paris,ate que ,minha Maria Eduarda do alto dos seus 8 anos de vida ,deitada no meu colo,mexendo em seus lindos cabelos,me fala com sua voz suave e infantil: "Dinda,meu sonho é que na próxima vez vc me leve a Paris com vc.Pois eu gosto de NY mas é que Paris é mais linda!"E então, me bateu aquela saudade letal no peito,nostálgica.E tive medo de esquecer todas as coisas deliciosas que essa cidade que amo despertam em meu coração.É que Paris não é um cidade. Paris é uma cena de filme,daquelas com uma perfeição inacreditável.Tem trilha sonora própria,tem uma fotografia dourada,mesmo no mais rigoroso inverno.E Paris é linda em qualquer estação.E mais ainda na chuva.Aquelas ruas vão te dando a sensação de que é o protagonista de um lindo filme premiado com Oscar. Daqueles chiques e apaixonantes.Um verdadeiro filme romântico até mesmo para quem não é romântica como eu.
Paris tem uma liberdade que não da para traduzir,com seus cafés cobertos de gente embriagada nas fumaças de cigarro.E suas baguetes amassadas embaixo do braço. Nada é mais democrático que Paris. E nada é mais puramente conto de fadas .Imagine uma cidade que tem um carrossel colorido em cada cantinho. Só pode ser brincadeira!Os carrosseis de Paris me encantam mais que a própria Torre.Olhar aqueles cavalinhos coloridos é inebriante.E desperta a criança livre que há em qualquer um.
Ao andar por Paris,a vontade que da é tatua-la em cada centímetro da pele.Pois cada pedacinho é uma obra de arte.E para qualquer lugar que vc olhe ,esta la a Torre,linda ,imponente,brilhante.Lembrando o quanto vc é privilegiado de poder estar lá.É delicioso andar a qualquer parte e ser beijada pelo rio Sena.Dar uma volta de barco tomando uma deliciosa taça de champanhe.Poesia é a verdadeira descrição do que se vê em Paris.
Nesses dias fui á todos os meus lugares prediletos já que não era a primeira vez por lá.E foi delicioso ir á todos os restaurantes que sempre sonhei,aqueles que vi em todos os filmes que amo tendo a cidade como cenário.Sem contar que a comida de Paris te faz entender o verdadeiro significado de sua existência.
Eu estava com 5 amigos. E claro, foi maravilhoso. Mas o dia que fui mais feliz em Paris,foi o dia que saí por Saint Germain sozinha.Andando,olhando com calma, parando no meu ritmo,entrando nos locais com calma,parando sozinha para um chocolate quente com croissant para esquentar os 2 graus .O dia que fui mais feliz em Paris foi quando andei sem rumo. Agradecendo a Deus por estar mais uma vez naquele lugar.O dia que fui mais feliz em Paris foi quando comprei uma baguete e saí sozinha com ela embaixo dos meus braços...