domingo, 15 de agosto de 2010

Onde se deseja chegar...


A idéia de que todo poeta é masoquista soa meio que verdadeira pra mim.Poeta só faz poesia linda quando esta afundado na dor.Felicidade é delicioso,mas soa totalmente piegas.Quer coisa mais chata que gente feliz?Eu ando feliz demais ultimamente.Tão feliz que nem eu mesma agüento.Pois sempre adorei um drama.Sempre adorei aquela coisa meio mexicana ,pois sou totalmente hipérbole!.Quando me permito ser menos critica,as poesias que mais adoro são as que escrevi nos meus momentos de dor de amor.Ando tão embriagada com meu momento de felicidade que só consigo desenhar borboletas coloridas por ai.E esses momentos não têm nada a ver com tudo absolutamente dando certo.Pelo contrário.Nada mudou muito.Acho que na verdade,o que anda mudando é minha maneira de enxergar a vida.E isso tem me feito um bem danado.Acho que estou perdendo o medo de fazer as coisas.Acho que estou no momento de verdadeira ação.Enquanto isso,as dores vão ficando pra trás...Mas não faz mau,todos os outros poetas estão ai pra isso.Pra nos lembrar de amores impossíveis e corações partidos.Eu nesse momento não estou podendo contribuir com esse tema.Meu amor finalmente se tornou possível.E meu coração anda muito,mas muito mesmo,inteiro...

6 comentários:

  1. "Eu quero a sorte de uma amor tranquilo, com sabor de fruta mordida..." já dizia Cazuza e estava tão cheio de razão !!!
    Amores impossíveis são lindos na adolescência,nos filmes "de vampiros", nas novelas, mas depois que a gente amadurece quer mais é ser feliz de verdade, ao lado de uma amor de verdade !!!
    Tudo bem que isso as vezes pode significar menos "adrenalina", menos coração disparado, menos "frio na barriga", mas é tão bom ter um "amor de verdade" (de carne e osso, cheios de qualidades e defeitos, que nem a gente !!!).
    Aproveita amiga !!!
    Richard é um tesouro precioso (homem organizado, que sabe cozinhar e que te ama até na TPM... vale ouro !!!) Rsrsrsrsrs...
    Beijoooocas pros dois !!!
    Claudinha

    ResponderExcluir
  2. Concordo com Claudinha.Amor é melhor q paixão.
    E vc é inteligente para colocar pimenta e adrenalina no amor.hehehe
    Apreoveitaaaaaa.
    Adorei o "sou totalmente hipérbole". Acho q serve para mim esta definição. Apesar de eu não gostar de novelas mexicanas, adoro um draaama.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Puxa querida, que lindo...

    Você tem toda razão, há tempo pra tudo. Como é importante reconhecer e dar o devido valor a cada evento que a vida nos apresenta.

    Admiro cada vez mais sua inteligência emocional. Tens a delicadeza mais forte que já ví...e a racionalidade mais passional também...rsrsrs

    Vida, vida, vida...continue a degustá-la!!!

    Bjão.

    ResponderExcluir
  4. Vc merece cada momento de felicidade que possa existir nesse mundo Adriana Polo.Queria ter a sorte de ter alguém como vc ao lado.Feliz é esse seu amor,que foi escolhido

    ResponderExcluir
  5. Oi Adriana!
    Nossa, q lindooo, fico feliz por vc!!!
    E continue feliz, viu! Vc nao fez um poema triste de amor, mas um texto lindo, inspirador e cheio de vida...adoreiii:)))

    Bjinhossss

    ResponderExcluir
  6. E que seu coraçao continue assim!!! Ler seus textos é otimo de qualquer maneira mas eu ,particularmente fico feliz com a felicidade alheia( mesmo que eu esteja muito triste :-))
    Olha, quero aprender contigo e encarar a vida assim!
    Beijo
    M

    ResponderExcluir