quarta-feira, 21 de março de 2012

Poesia minha...


Lute.
Chore.
Mude o horário.
Pinte os lábios.
Corte os cabelos.
Retoque o nariz.
Atravesse pontes.
Compre chocolates.
Viole o seu senso.
Minta.
Desrespeite as regras.
Pise mesmo com pés doloridos.
Mas tenha claro que ninguém nunca vai entender de verdade.
Então qualquer coisa que faça
Faça por você.
Não espere por compreensão.
Não espere que alguém valorize.
Se você fizer algo e disser que foi por alguém
Não se magoe caso esse alguém não entenda.
Não se magoe ao escutar que foi fácil pra você.
E não se surpreenda se esse alguém achar
Que você fez mais que sua obrigação.
Não se surpreenda ao perceber que esse alguém
Ache que sua magoa é apenas tempestade em copo d'água...

4 comentários:

  1. Xeretei seu blog todo...
    Primeira vez por aqui e estou gostando muito.
    Ale

    ResponderExcluir
  2. GREAT!!! lovely

    xx

    www.ilovenystyle.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Adriana,
    mais uma poesia linda e é daquelas que se eu não me encaixo 100% nela, me encaixo em grande parte!
    Menina, vc me desejou boa sexta-feira! Quem me dera, ainda é quarta!!!
    Beijos 1000 e um meio de semana maravilhoso para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderExcluir
  4. Adriana eu sempre fiz tudo para as outras pessoas e sempre esperei algo em troca.Hoje sei que isso não adianta.Lindo texto.
    Sandra Valle

    ResponderExcluir